Coloração Por trás das químicas

Colorimetria: Tire aqui suas dúvidas!

colorimetria
Escrito por LM Gomes

Quem cuida e mexe com cabelo precisa ter o máximo de cuidado, não é mesmo? Um produto errado ou a quantidade inadequada pode fazer um belo estrago e não é isso que queremos.

E um conhecimento que deve ser bem aplicado nos salões de beleza é o da colorimetria. Saber um pouco mais sobre o assunto pode evitar que uma cliente fique chateada com o resultado da coloração, então confira:

O que é a colorimetria?

Essa ciência ajuda a escolher o melhor tom de tinta para o seu cabelo. Ela explica como o pigmento reagirá com a cor do seu cabelo e resultar no efeito desejado.

Dá pra perceber que é um conhecimento de muita importância! E quem tem um salão de beleza precisa aprender a fazer algumas contas para acertar a cor que foi pedida pela cliente.

Claro que vale usar aquela técnica maravilhosa de tingir uma mecha do cabelo na região da nuca para mostrar como a cor da tinta realmente vai ficar — essa é uma dica infalível. Mas como é só para usar um pedaço pequeno do cabelo é bom já testar com a cor correta ou, pelo menos, a mais próxima disso.

Como descobrir o tom certo por meio da colorimetria?

Quando você pegar a caixa da tinta, tenha em mente que todas as marcas precisam seguir um certo padrão de identificação das tintas.

O tom base da cor segue uma numeração de 1 a 10, que vai do preto até o loiro claríssimo. Algumas marcas avançam até a numeração 12 para loiros extremamente claros, quase brancos.  Sendo assim, temos:

  • Tom 1 = preto;
  • Tom 2 = castanho escuríssimo;
  • Tom 3 = castanho escuro;
  • Tom 4 = castanho médio;
  • Tom 5 = castanho claro;
  • Tom 6 = loiro escuro;
  • Tom 7 = loiro médio;
  • Tom 8 = loiro claro;
  • Tom 9 = loiro muito claro;
  • Tom 10 = loiro claríssimo.

As nuances da cor 

Também conhecidos como reflexos, os números encontrados na embalagem, após a cor base identificam os reflexos. Estes podem ser:

  • 0 = natural;
  • 1 = acinzentado;
  • 2 = violeta ou azulado;
  • 3 = dourado;
  • 4 = acobreado;
  • 5 = acaju;
  • 6 = vermelho;
  • 7 = marrom;

Nesse caso não há um padrão a ser seguido pelas marcas, o que torna ainda mais importante prestar bastante atenção no nome da cor que consta na embalagem. Hoje em dia, é possível encontrar até 9 nuances diferentes.

Preste atenção na água oxigenada

O volume apresentado pela água oxigenada te ajudará a identificar quantos tons o produto é capaz de clarear. O tempo que o descolorante age é o que determinar quanto o cabelo será clareado.

Nesse caso, temos:

  • Volume 10: escurece os fios;
  • Volume 20: clareia os cabelos de 1 a 2 tons;
  • Volume 30: clareia os cabelos de 2 a 3 tons;
  • Volume 40: clareia os cabelos de 3 a 4 tons.

Se o cabelo da cliente for muito escuro, a água oxigenada pode clarear um tom a menos do que é esperado. Além disso é preciso ficar atenta à água oxigenada que acompanha a tinta dentro da caixa: nem sempre ela é a mais indicada.

Neutralização da cor.

9a01af8c8edfd52d008643608481a4a1

Outro obstáculo que os profissionais enfrentam é na hora de neutralizar a cor do cabelo do cliente para pintar depois os fios da cor desejada. Para ajudar nessa etapa, muitos deles usam a Estrela de Oswald. Basta saber que as cores que estão em posições contrárias se anulam — por exemplo, a cor azul consegue neutralizar a cor alaranjada.

Como você pode ver, a colorimetria é um conhecimento valioso para quem faz e também para quem aplica tinta no cabelo. Saber qual o tom que mais harmonizará com a cor do cabelo da sua cliente trará mais confiança e credibilidade ao seu estabelecimento.

Compartilhe esses conhecimentos nas redes sociais com suas amigas e clientes e mostre que você está por dentro do assunto!

Sobre o autor

LM Gomes

O melhor espaço para cabeleireiros profissionais.

Deixar comentário.

Share This
Navegação