Liliane Bettencourt
Curiosidades

Liliane Bettencourt: conheça a história da dona da L’Oréal!

Quando se fala em referências do mercado da beleza, a marca L’Oréal é uma das que mais se destacam. Fundada em 1909, a empresa é especialista em produtos para cabelo, perfumes e outros itens de beleza. Tanto na França, onde surgiu, quanto pelo mundo todo a marca é proeminente graças a Liliane Bettencourt, que foi uma de suas proprietárias.

Mas quem foi Liliane Bettencourt? Como começou a trabalhar na L’Oréal? Quais as mudanças que trouxe para a marca? Descubra mais sobre sua história no nosso artigo de hoje!

Os primeiros anos

Liliane Bettencourt, nascida Liliane Henriette Charlotte Schueller, é filha do fundador da L’Oréal, Eugène Schueller. Nascida em 1922, cresceu vendo o pai, até então químico, revolucionar o mercado da beleza, com produtos como as tintas para pintar os cabelos.

Aos 15 anos, ela começou a trabalhar na empresa, como aprendiz. Nessa época, a L’Oréal já estava presente em 17 países. Em 1950, Liliane casou com André Bettencourt, que posteriormente se tornou político.

Liliane Bettencourt na L’Oréal

Após a morte do pai, em 1957, Liliane herdou a empresa. Em alguns anos, a L’Oreal deixou de ser apenas uma produtora de tintas capilares para ser detentora de mais de 30 marcas, incluindo a Lancôme. Tudo isso ocorreu devido à política de expansão que procurava novos setores do mercado e canais de distribuição, tornando a beleza mais acessível, sob o comando de François Dalle, grande líder e visionário responsável por vários feitos da L’Oréal.

Foi entre as décadas de 1980 e 2000 que a organização se tornou a número um do mercado de beleza no planeta. Durante esse tempo, muitas marcas famosas foram agregadas à L’Oréal, que passou a investir cada vez mais em tecnologia, buscando práticas sustentáveis na produção de seus cosméticos. Vale ressaltar que a organização ficou conhecida também pelo incentivo e empoderamento da mulher no mercado de trabalho.

Curiosidades e polêmicas

Em 1987, Liliane e sua família criaram a Fundação Bettencourt Schueller, uma instituição de caridade voltada às políticas humanitárias, médicas e também iniciativas culturais. Mas, assim como no trabalho e nas ações sociais, a família de Liliane ficou marcada por conflitos e polêmicas.

Entre elas, a filha de Liliane, Françoise Bettencourt Meyers, alegou que a mãe estava mentalmente incapacitada e, por isso, sendo manipulada por pessoas como o fotógrafo François-Marie Banier. Ele teria recebido mais de um bilhão de euros em presentes e doações da dona da L’Oréal, sendo processado posteriormente por isso.

Outra polêmica envolveu o político e ex-ministro Éric Woerth, ex-tesoureiro do partido de Nicolas Sarkozy. Ele foi acusado por tráfico de influências por ter recebido doações ilegais para a campanha do então presidente Sarkozy.

Apesar de todos os conflitos envolvendo o nome de Liliane Bettencourt, é inegável que a francesa contribuiu enormemente com a evolução do mercado de beleza. A mulher mais rica do mundo, segundo a Forbes, morreu no último mês de setembro, aos 94 anos, deixando um legado para as futuras gerações.

Gostou do nosso artigo? Então, siga-nos no Facebook e Instagram e confira novidades em primeira mão!

 cabelo ruivo

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Converse comigo